terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Algo pra refeltir...


Na semana passada foi lançada uma campanha Nacional para recolher recursos para socorrer os missionários, que estão sofrendo de fome, ao redor da missão africana da Fazenda da Esperança em Dombe, Moçambique.

A urgência no lançamento desta campanha deve-se a uma carta, que chegou dos missionários, relatando a situação tremenda em que a população,neste momento, se encontra por causa da escasses de alimentos. Esta carta é o testemunho mais eloquente de que se deve fazer algo imediatamente.

olhem a carta que os missionarios que estão em Moçambique mandaram:

Moçambique, 15 de dezembro de 2008.

Caríssimos irmãos de todas as Fazendas, 

Nestes dias que antecedem o Natal, queríamos compartilhar nossa dura realidade com todos vocês. 
A chegada dos missionários aqui em Dombe aconteceu num momento de muita dificuldade para o povo desta região.
No início do ano triplicou o preço dos alimentos, de uma forma que eles nunca tinham visto aqui. Havia muito alimento guardado nos celeiros: milho, feijão, mapira, etc. Então resolveram vender tudo, porque o preço estava bom, sem se preocupar com o que iriam precisar dos mesmos mais tarde, esperando que teria chuva, que não veio. A comida acabou, e só restaram as mangas, que em 15 dias também vão acabar. Se chover, e eles plantarem, terá comida em três meses. Até lá, o que este povo vai comer?
Aqui o governo não fala da fome. É como se tudo estivesse bem. Mas não está! As pessoas começaram a chegar até nós para dizer que não tem mais o que comer, que têm fome, que os filhos estão pedindo comida... Estamos ajudando a elas na medida do possível, porque temos pouco para oferecer, e tudo aqui agora ficou muito caro. Esta situação vai piorar nos próximos dias. Não sabemos as consequências disto tudo, porque nunca vimos nada igual...
Pe. John vai sempre nas comunidades, e fala que está tudo igual e que em alguns lugares está pior pois têm pessoas que há dias não comem nada - nem manga existe mais nesta região. Ele tem levado algum milho a estes lugares para dividir com a comunidade, mesmo se o milho já está acabando. No hospital só tem chegado crianças desnutridas. As mães não têm mais leite para dar, e sabemos que muitas delas não vão sobreviver. O povo já comeu inclusive as sementes que tinham guardado para o plantio. Quando chegar a chuva não terão mais nada para plantar. Pe. John comprou algumas sementes para plantar assim que chova. 
Mais que rezar pela chuva, precisamos fazer algo de concreto pra os nossos irmãos moçambicanos. No dia do natal muitos deles nem manga terão para comer. Talvez neste dia mesmo alguns deles serão enterrados porque foram vencidos pela fome... Não é nem um nem duas pessoas, mas sim uma multidão de pessoas que estão nesta situação. Os que mais sofrem são as crianças... Queremos contar com todos vocês, com suas orações, mas também com uma ação concreta. 
Estamos unidos em Cristo, que neste momento se manifesta como Jesus Abandonado.

Ricardo, Isabel, Henrique, Júlia, Cristiano, Diego, Bruno e Evandro. 

Fonte: http://www.catolicanet.com

Um comentário:

  1. Meu amorr!!
    O blog tah lindooooo!!!
    Te amooooooo!!!

    ResponderExcluir